Após recessão, PIB brasileiro avança 7,7% no terceiro trimestre

Resultado foi divulgado nesta quinta-feira (3) pelo IIBGE e veio abaixo da expectativa de analistas ouvidos pelo CNN Brasil Business

Leonardo Guimarães e Juliana Elias,

do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

 

A economia brasileira avançou 7,7% no terceiro trimestre de 2020 em relação ao trimestre anterior. O número foi divulgado nesta quinta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o resultado, o país sai da recessão técnica após dois recuos nos trimestres anteriores. 

Na comparação com o mesmo período de 2019, porém, há queda de 3,9%. Em números brutos, o PIB somou R$ 1,891 trilhão entre julho e setembro. No segundo trimestre, o Produto Interno Bruto foi de R$ 1,653 trilhão.

A variação é a maior já observada na comparação trimestral, mas vem muito abaixo da expectativa de analistas ouvidos pelo CNN Brasil Business, que projetavam crescimento de 9%. 

Com o resultado, a economia do país se encontra no mesmo patamar de 2017, com uma perda acumulada de 5% de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período de 2019.

Leia também:
Depois do salto no 3º tri, PIB deve perder força e voltar ao ‘velho normal’
CNC: Participação de serviços no PIB cresceu 10% a mais que comércio desde 1947
CNA projeta avanço de 9% para o PIB do agronegócio em 2020 e alta de 3% em 2021

A flexibilização das medidas de isolamento social para conter o avanço da Covid-19 impulsionou a atividade econômica entre julho e setembro. Além disso, a alta expressiva pode ser explicada pela base de comparação fraca, afinal, a economia brasileira encolheu 9,6% no segundo trimestre – número que foi revisado hoje pelo IBGE.