Apple aumenta salário nos Estados Unidos por falta de trabalhadores

Salário inicial para os membros da equipe da empresa nos EUA aumentará para US$ 22 por hora

Em abril, os trabalhadores da loja da Apple em Atlanta entraram com uma petição para realizar uma eleição sindical
Em abril, os trabalhadores da loja da Apple em Atlanta entraram com uma petição para realizar uma eleição sindical 17/09/2021REUTERS/Gonzalo Fuentes

Da Reuters

Ouvir notícia

A Apple aumentará o salário inicial de seus funcionários nos EUA, disse a fabricante do iPhone nesta quarta-feira (26), uma vez que as empresas enfrentam um mercado de trabalho apertado e um aumento nos esforços de sindicalização em meio ao aumento da inflação.

O salário inicial para os membros da equipe da empresa nos EUA aumentará para US$ 22 por hora, ou mais, com base no mercado, um salto de 45% em relação aos níveis de 2018, disse a Apple em comunicado à Reuters.

“Este ano, como parte de nosso processo anual de avaliação de desempenho, estamos aumentando nosso orçamento geral de remuneração”, disse um porta-voz da empresa.

A Apple informou a alguns trabalhadores que suas revisões anuais seriam adiantadas em três meses e que o novo pagamento entrará em vigor no início de julho, disse o Wall Street Journal, que noticiou pela primeira vez as mudanças na remuneração.

A Apple não respondeu imediatamente a um pedido de mais detalhes sobre as mudanças de compensação.

A Apple, com sede em Cupertino, Califórnia, é conhecida por sua cultura reticente, mas no ano passado alguns funcionários atuais e antigos começaram a criticar as condições de trabalho da empresa online.

Em abril, os trabalhadores da loja da Apple em Atlanta entraram com uma petição para realizar uma eleição sindical, buscando se tornar a primeira loja da empresa nos EUA a se sindicalizar em meio a uma onda de atividades trabalhistas em outras grandes empresas.

Google e Microsoft estão entre outras empresas de tecnologia que revisaram as avaliações de desempenho ou ajustaram os salários este ano, enquanto lutam para reter funcionários.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN