Arezzo anuncia a compra da Reserva por R$ 715 milhões

O atual sócio fundador, Rony Meisler, e os executivos e sócios minoritários da Reserva continuarão trabalhando para a companhia

Foto: Reuters/Ricardo Moraes

Paula Arend Laier, da Reuters

Ouvir notícia

A Arezzo anunciou nesta sexta-feira (23) que seu conselho de administração aprovou acordo de combinação de negócios com a rede de moda Reserva, que foi avaliada em R$ 715 milhões na transação.

O acordo prevê um aumento de capital da Vamoquevamo, que tem participação na Tífere, dona da marca Reserva, com a Arezzo subscrevendo a totalidade das ações emitidas.

Leia também:
IPO da Track & Field sai abaixo da faixa prevista e movimenta R$ 523 milhões
Black Friday 2020: veja o que os brasileiros mais querem comprar na data

Os acionistas da Reserva receberão uma parcela em dinheiro e participação societária na Arezzo correspondente a aproximadamente 8,7%.

O atual sócio fundador, Rony Meisler, e os executivos e sócios minoritários da Reserva, Fernando Sigal, Jayme Nigri e José Alberto da Silva, continuarão trabalhando para a companhia.

A efetivação da operação está condicionada à verificação de determinadas condições suspensivas, incluindo a aprovação definitiva do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN