Audi terá hiato de produção no Brasil e pode desistir de fabricar no país

A decisão da montadora alemã passa pela definição sobre os créditos de IPI (Impostos Sobre Produtos Industrializados) acumulados

Foto: Divulgação/Audi

Leonardo Guimarães,

do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

Não é só a Mercedes-Benz que está insatisfeita com a rentabilidade da fabricação de carros no Brasil. A fábrica da Audi no Paraná passará por um hiato a partir de janeiro e pode até fechar as portas. 

A planta de São José dos Pinhais produz o A3 Sedan. A última unidade do modelo será entregue em dezembro. No ano que vem, chega ao Brasil a versão 2021 do modelo, que não será fabricada por aqui. 

Leia também:
Mercedes-Benz vai fechar fábrica em SP e encerrar produção de carros no Brasil
Strada, Tracker e elétrico da Audi: relembre carros lançados em 2020 no Brasil

Através de sua assessoria de imprensa, a Audi informou ao CNN Business que entre o fim da produção do A3 Sedan e a confirmação de um novo produto haverá um hiato e que a empresa já fez “todos os estudos necessários para trazer um novo modelo para a nossa linha de produção”. 

A decisão da montadora alemã passa pela definição sobre os créditos de IPI (Impostos Sobre Produtos Industrializados) acumulados durante os anos do programa Inovar-Auto, que terminou em 2017 e dava incentivos fiscais a empresas que investissem na produção local de veículos e no desenvolvimento tecnológico. 

O volume de peças importadas nessas operações é muito significativo. Por isso, a valorização do dólar também dificulta a produção das marcas de luxo aqui no Brasil. 

Para 2021, traz para o Brasil quatro modelos. Dois deles são elétricos e todos serão importados. 

Ontem (17), a Mercedes anunciou que desistiu de fabricar seus carros de luxo no Brasil. Um dos motivos é a falta de incentivos fiscais para o setor. Agora, a montadora fabrica apenas chassis de ônibus e caminhões no país, segmentos mais lucrativos que os carros de luxo. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN