Aumento de juros será altamente improvável nos EUA neste ano, diz Powell

Fed também pediu uma reforma dos fundos mútuos do mercado monetário, que exigiu um resgate do banco central em março de 2020 em meio à profunda turbulência

Foto: Reuters/Leah Millis

Por Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

 O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, reforçou o compromisso da instituição em manter a política monetária acomodatícia e caracterizou como “altamente improvável” a possibilidade de elevação da taxa básica de juros em 2021.

O BC dos Estados Unidos tem condicionado a eventual normalização da política monetária a “progressos substanciais” em direção aos objetivos de inflação e emprego. “Vai demorar algum tempo até que cheguemos a esse ponto”, disse Powell, em entrevista ao programa 60 Minutes, exibido na CBS ontem.

Questionado sobre a Archegos Capital Management, uma empresa de investimentos cuja implosão nas últimas semanas causou bilhões de dólares em perdas para bancos, Powell disse que isso não parecia levantar questões sobre a estabilidade mais ampla do sistema financeiro. Mas ele indicou que o Fed pode examinar se os bancos entendem adequadamente os riscos em que incorrem.

“Foi um colapso da gestão de risco – e um que estamos examinando com muito cuidado para tentar garantir que não aconteça novamente”, destacou. “Isso é surpreendente e preocupante”, acrescentou.

O presidente do Fed também pediu uma reforma dos fundos mútuos do mercado monetário, que exigiu um resgate do banco central em março de 2020 em meio à profunda turbulência. Foi a segunda vez em 12 anos que o Fed teve que intervir.

“Há uma questão estrutural e sabemos disso”, disse Powell. “Quando algo acontece duas vezes, é realmente hora de ir em frente e consertar. Cada empresa privada deve ter a capacidade de lidar com uma série de coisas plausíveis que podem acontecer com ela.” Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais Recentes da CNN