Azul conclui reserva de papéis e emitirá R$ 1,74 bi em debêntures conversíveis

Os recursos da oferta serão utilizados para sustentação do capital de giro, expansão da atividade de logística e "outras oportunidades estratégicas"

Passageiros com máscaras de proteção caminham em frente a guichês da Azul no aeroporto de Congonhas, em São Paulo (11.mar.2020)
Passageiros com máscaras de proteção caminham em frente a guichês da Azul no aeroporto de Congonhas, em São Paulo (11.mar.2020) Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Niviane Magalhães,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Azul informou que concluiu o procedimento de coleta de intenções de investimento (“bookbuilding”), no âmbito da oferta pública de distribuição de debêntures conversíveis em ações preferenciais, da espécie com garantia real, com garantia fidejussória adicional, da primeira emissão da companhia, com emissão de 1.745.900 debêntures (já considerando 145.900 debêntures adicionais), totalizando R$ 1,745 bilhão (cada uma com valor nominal de R$ 1.000,00).

O valor é maior do que o estimado anteriormente, de R$ 1,6 bilhão. Os recursos da oferta serão utilizados, de acordo com a companhia aérea, para sustentação do capital de giro, expansão da atividade de logística e “outras oportunidades estratégicas”.

Leia também:
Embraer e Porsche fazem parceria para lançar ‘combo’ de jatinho e carro de luxo
Azul: Demanda por voos cresce 41% no mês, mas ainda está 45% abaixo que em 2019

Segundo a empresa, o compromisso de investimento de Knighthead Capital Management LLC e a Certares Management LLC (chamados de investidores âncoras) foi atendido conforme os parâmetros do acordo de investimento.

Desta forma houve alocação de 1.668.720 debêntures, no prêmio de conversão inicial em porcentual de 27,50%. Os investidores âncoras não participaram do procedimento de bookbuilding. Os investidores que submeteram intenções de investimento, no procedimento de bookbuiding, no prêmio de conversão inicial em porcentual de 27,50% foram alocados nas debêntures adicionais (“hot issue”).

O preço de conversão será de R$ 32,2649 por ação preferencial resultando em um prêmio de conversão inicial de 27,50%, calculado sobre o preço médio de 30 pregões da ação de referência de R$ 25,3058.

Remuneração

Segundo informou a companhia anteriormente, as debêntures possuem data de vencimento de cinco anos, são denominadas em reais e indexadas ao dólar norte-americano e irão pagar juros remuneratórios de 7,5% ao ano no primeiro ano através de aumento no valor nominal das debêntures (PIK), e 6,0% de juros remuneratórios nos demais anos, a serem pagos semestralmente em espécie.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN