Azul: tráfego de passageiros cresce 120% em setembro ante setembro de 2020

Já no segmento internacional, o tráfego de passageiros cresceu 53,6% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 72,8%

Avião da Azul no aeroporto internacional de Guarulhos (SP)
Avião da Azul no aeroporto internacional de Guarulhos (SP) 11/07/2018REUTERS/Leonardo Benassatto

Marcia Furlan, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Azul divulgou na quinta-feira (7) os resultados preliminares de tráfego de setembro. O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) cresceu 120,1% ante setembro de 2020.

A capacidade (ASKs), por sua vez, apresentou um salto de 122,3% na mesma base de comparação. A taxa de ocupação em relação a setembro de 2020 caiu 0,8 ponto porcentual, passando a 79,4%.

Na comparação com setembro de 2019, houve recuos de, respectivamente, 10,6% e 6,2%, enquanto a taxa de ocupação caiu 3,9 pontos.

O tráfego de passageiros doméstico cresceu 125,6% em relação a setembro de 2020, enquanto a capacidade apontou uma expansão de 126,7%, resultando em uma taxa de ocupação de 80,3%, recuo de 0,4 ponto porcentual comparado com o mesmo período de 2020.

Ante setembro de 2019, o tráfego doméstico registrou alta de 8,7%, com a capacidade subindo 11,1%, resultando em uma queda de 1,8 ponto na taxa de ocupação (82,1%).

Já no segmento internacional, o tráfego de passageiros cresceu 53,6% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 72,8%.

Com isso, a taxa de ocupação do segmento ficou em 66,3%, indicando retração de 8,3 pontos porcentuais.

Na comparação com setembro de 2019, o tráfego caiu 78,5% e a capacidade foi 71,6% menor, com taxa de ocupação de 87,7%, recuo de 21,4 pontos.

Em nota, a companhia afirmou a demanda doméstica no Brasil continua progredindo à medida que a capacidade doméstica cresceu 43% no trimestre e reiterou o otimismo com o potencial da receita nos próximos meses.

Tópicos

Mais Recentes da CNN