Ações de bancos e montadoras puxam recuperação de bolsas europeias

Ações italianas e francesas dispararam cerca de 7% e o índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 4,68%, a 434,45 pontos

Toby Melville/Reuters

Sruthi ShankarBansari Mayur KamdarSusan Mathewda Reuters

Ouvir notícia

O mercado acionário alemão disparou quase 8% e liderou os fortes ganhos na Europa nesta quarta-feira (9), com os investidores optando por ações que sofreram com as perdas provocadas por temores relacionados à crise da Ucrânia.

As ações italianas e francesas dispararam cerca de 7% e o índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 4,68%, a 434,45 pontos, na melhor sessão em dois anos.

O STOXX 600 interrompeu quatro dias de recuos nos quais acumulou perdas de cerca de 7%, pressionado pela ameaça de proibição das importações de petróleo russo. Na terça-feira, os mercados alemão e italiano terminaram 20% abaixo de suas máximas recentes, perda que os investidores chamam de “bear market”.

Bancos, montadoras e o setor de viagem e lazer, duramente atingidos, fecharam com ganhos de mais de 7% cada.

Notícias de que Rússia e Ucrânia demonstraram disposição em conversar ajudaram o sentimento e impulsionaram a recuperação das ações de forma global.

“O fato de os governos ocidentais estarem realizando uma guerra econômica contra a Rússia, e não um conflito militar, ajuda no sentimento geral”, disse David Madden, analista de mercado da Equiti Capital.

O índice alemão DAX, que mais sofreu entre seus pares regionais devido à exposição das empresas à oferta de energia da Rússia, registrou o maior ganho percentual desde março de 2020.

  • Em Londres, o índice Financial Times avançou 3,25%, a 7.190,72 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX subiu 7,92%, a 13.847,93 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 7,13%, a 6.387,83 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 6,95%, a 23.889,49 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou alta de 4,88%, a 8.163,10 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 2,35%, a 5.597,13 pontos.

Mais Recentes da CNN