BCE vê risco crescente de rompimento de bolha imobiliária

A construção não consegue acompanhar a demanda

REUTERS/Kai Pfaffenbach

da Reuters

Ouvir notícia

O mercado imobiliário da zona do euro está esquentando, aumentando as chances de uma correção nos segmentos residencial e comercial, disse o Banco Central Europeu em um relatório de estabilidade nesta quarta-feira (17).

Com as famílias acumulando economias durante a pandemia e cada vez mais trabalhando de casa, a demanda por imóveis está aumentando, levando a taxa do aumento dos preços das moradias para mais de 7%, ritmo mais rápido desde 2005.

“Os riscos de correções de preços no médio prazo aumentaram substancialmente em meio às estimativas crescentes de supervalorizações dos preços das casas”, disse o BCE em relatório de estabilidade semestral.

A construção não consegue acompanhar a demanda e o mercado residencial está especialmente aquecido em países como Alemanha, França e Holanda.

Em tom positivo, no entanto, o BCE acrescentou que o risco de um aumento nas falências empresariais, um grande temor há um ano, diminuiu, embora algumas medidas de apoio do governo tenham sido encerradas.

 

Mais Recentes da CNN