Biden não tem cronograma para decidir sobre presidente do Fed, diz Casa Branca

O mandato de Powell à frente do BC tem fim previsto para fevereiro de 2022

Sede do Federal Reserve: o BC americano vai emprestar dinheiro a ONGs com menos de fez funcionários
Sede do Federal Reserve: o BC americano vai emprestar dinheiro a ONGs com menos de fez funcionários Foto: Reuters/Leah Millis

Gabriel Bueno da Costa, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

Porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki afirmou nesta segunda-feira (23) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não tem um cronograma para decidir sobre o próximo presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). Ela foi questionada sobre o tema, após reportagem da Bloomberg informar, a partir de fontes, que a secretária do Tesouro, Janet Yellen, defendia a recondução do atual presidente do Fed, Jerome Powell, para mais um mandato.

Psaki disse que não tinha nada a comentar sobre a reportagem e que o Departamento de Tesouro que deveria ser questionado sobre a eventual posição de Yellen.

O mandato de Powell à frente do BC tem fim previsto para fevereiro de 2022. O nome a ser indicado para o comando do Fed terá de receber o aval do Senado, mesmo que no caso de eventual recondução de Powell.

Pacote

A porta-voz da Casa Branca também disse que Biden defende a estratégia da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, para tentar aprovar um pacote de infraestrutura e também outro, com medidas de gasto mais abrangentes, no Congresso. Há uma divisão no Partido Democrata sobre o tema.

Vacina

Em outro momento, Psaki disse que a Casa Branca não exige que seus funcionários sejam vacinados contra a Covid-19.

O presidente tem defendido que empresas adotem essa medida, para pressionar seus funcionários a se imunizar contra o vírus.

Mais Recentes da CNN