BMW desenvolve centro de dados em nuvem em parceria com Amazon

O objetivo é mudar de decisões baseadas no instinto para decisões baseadas em dados

I3 foi o primeiro carro elétrico do Brasil
I3 foi o primeiro carro elétrico do Brasil Foto: Divulgação

Nick Carey, da Reuters

Ouvir notícia

 A BMW desenvolveu um centro de dados com a unidade de computação em nuvem da Amazon.

“Queremos mudar de decisões baseadas no instinto para decisões baseadas em dados”, disse Kai Demtroder, vice-presidente de transformação de dados da BMW. “Temos algumas centenas de cientistas de dados na BMW, mas o objetivo é tornar os dados acessíveis a todos.”

Demtroder disse que o centro de dados em nuvem da BMW provou seu valor quando a pandemia de Covid-19 começou a afetar a produção automotiva há alguns meses e dados da empresa armazenados pela Amazon Web Services (AWS) permitiram à montadora alemã ver quais fábricas e fornecedoras estavam com problemas.

Leia também:
O dólar está quase voltando para a casa dos R$ 4 – vai cair ainda mais?
Entregas da China em 16 dias: como a Leve, da Ebanx, tem mudado o mercado

A BMW e a AWS trabalham juntas desde 2015 e passaram o último ano e meio desenvolvendo em conjunto o centro de dados da montadora.

O centro usará inteligência artificial e aprendizado de máquina para prever a demanda do consumidor por veículos da BMW para que a montadora possa encomendar as peças certas dos fornecedores, cumprir regulamentos em diferentes mercados e verificar automaticamente os requisitos necessários para desenvolver novos veículos.

O mercado global de serviços de armazenamento de dados deve crescer de 50,1 bilhões de dólares este ano para 137,3 bilhões até 2025, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado MarketsandMarkets.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN