Bolsa em ano eleitoral: 5 ações que podem ir bem em 2022, segundo especialistas

CNN Brasil Business reuniu algumas das principais apostas de gestores do mercado que podem ir bem neste ano

Ações; investidor; mercado financeiro; bolsa de valores
Ações; investidor; mercado financeiro; bolsa de valores Joshua Mayo / Unsplash

Vinícius Silvacolaboração para o CNN Brasil Business

Ouvir notícia

Após a fase inicial da pandemia do coronavírus, que derrubou os mercados do mundo todo, quem optou por investir na Bolsa brasileira teve de enfrentar uma dose extra de volatilidade e incertezas ligadas à cena política e à crise fiscal no país.

Para 2022, o cenário instável não deve dar trégua, sobretudo pelo fato de ser um ano com eleições presidenciais. Isso não significa, porém, que não há oportunidades no radar de investidores.

Para identificar bons caminhos para quem pretende apostar em ações, o CNN Brasil Business reuniu algumas opções nesse caminho preferidas de gestores do mercado que podem ir bem neste ano.

Segundo a XP Investimentos, há três características em comum de empresas que devem se destacar no ano.

Elas são, de forma geral, companhias ligadas às commodities, vistas como uma boa proteção à inflação e alta do dólar; ou com histórias de crescimento secular, protegidas em relação ao cenário macroeconômico mais desafiador.

Os especialistas citam ainda empresas que tiveram queda recente em suas ações, não justificadas por alguma característica específica de seus negócios ou setor. Ou seja, com uma desvalorização não justificada nos ativos, o que pode indicar que estão abaixo do preço justo.

PetroRio (PRIO3)

Para Sidney Lima, analista da Top Gain, as ações da PetroRio (PRIO3) podem ter um bom desempenho durante o ano, dado que a empresa está relacionada ao petróleo e esta commodity pode acabar se beneficiando com a retomada econômica “pós-pandemia”.

“Outro fato que me chama a atenção é que a companhia adota um estilo de negócio mais agressivo, principalmente no quesito aquisição, o que tende a beneficiar seu resultado financeiro, pelo crescente aumento de produção, e como consequência o aumento de receita da empresa, que inclusive possui uma proporção interessante de receita dolarizada”, disse.

Lima também destaca que a PetroRio não deve sofrer com qualquer interferência política no ano que vem. “E para 2022, vale lembrar que será um ano eleitoral, e a Petrobras, por mais que seja uma excelente empresa, navega em terreno de incertezas, mediante sua influência política”, afirmou.

PETROBRAS (PETR3 e PETR4)

Já para Rodrigo Glatt, sócio da gestora GTI, a Petrobras, que também está ligada ao petróleo, deve se destacar no ano, já que deve obter bons resultados e, paralelamente, pagar excelentes dividendos aos acionistas, acima da taxa básica de juros (Selic).

“Destacaria a Petrobras num cenário de geração de caixa muito forte e potencialmente pagando dividendos acima de 20% nos próximos anos”, afirmou Glatt.

Banco do Brasil (BBAS3) e Itaú Unibanco (ITUB3 e ITUB4)

Para Ricardo Oliboni, sócio da Axia Investing, para quem tem foco a longo prazo, as ações dos bancos, como Banco do Brasil e Itaú Unibanco, podem oferecer ótimas oportunidades de compra no ano.

Para a XP Investimentos, o BB, inclusive, é a principal escolha de um setor que verá um ano de 2022 mais desafiador, com possíveis intervenções regulatórias e competição mais agressiva, dado o avanço do Open Finance e das fintechs.

“O que pode impactar o mercado de crédito e ganhar força nas frentes de investimentos, seguros, previdência, câmbio e contas-salário”, disse a XP, em nota.

BrasilAgro (AGRO3)

A XP também destaca a BrasilAgro para 2022. A companhia é uma das maiores empresas brasileiras em quantidade de terras agricultáveis e com foco na aquisição, desenvolvimento, exploração e comercialização de propriedades rurais com aptidão agropecuária.

De acordo com a empresa do mercado financeiro, no mercado de grãos, a perspectiva é de uma forte safra de soja e de milho para o Brasil.

“Considerando fatores como a maior heterogeneidade operacional de cada empresa e melhoria da produtividade, podemos ver resultados mistos. A safra dos EUA e o apetite da China devem trazer volatilidade no médio prazo”, informou a XP, em nota.

Mais Recentes da CNN