Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Ásia fecham em baixa, após ataque russo a usina nuclear na Ucrânia

    Investidores também aguardam o relatório de emprego dos EUA, enquanto o Federal Reserve se prepara para começar a elevar juros, a partir deste mês

    Reuters

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    Ouvir notícia

    As bolsas asiáticas fecharam em baixa generalizada nesta sexta-feira (4), após uma usina nuclear na Ucrânia ser bombardeada por forças russas, no último desdobramento da guerra no Leste Europeu.

    O índice japonês Nikkei caiu 2,23% em Tóquio, a 25.985,47 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 2,50% em Hong Kong, a 21.905,29 pontos.

     

    Já o sul-coreano Kospi teve queda de 1,22% em Seul, a 2.713,43 pontos, e o Taiex registrou baixa de 1,10% em Taiwan, a 17.736,52 pontos.

    Na China continental, o Xangai Composto caiu 0,96%, a 3.447,65 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composite apresentou perda de 1,28%, a 2.264,64 pontos.

    O sentimento de aversão a risco veio após forças militares da Rússia atacarem a usina nuclear de Zaporizhzhia, no sudeste da Ucrânia, provocando um incêndio em um centro de treinamento anexo que posteriormente foi controlado.

    Segundo autoridades ucranianas citadas pela Reuters, a usina nuclear — que é a maior da Europa — está agora sob domínio russo.

    Investidores na Ásia e em outras partes do mundo também aguardam o relatório de emprego dos EUA, o chamado payroll, num momento em que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se prepara para começar a elevar juros, a partir deste mês.

    Na Oceania, a bolsa australiana foi igualmente pressionada pelo noticiário da guerra, e o S&P/ASX 200 recuou 0,57% em Sydney, a 7.110,80 pontos.

    Mais Recentes da CNN