Bolsas da Ásia fecham em baixa, de olho em decisão do Banco do Japão

O BC japonês ressaltou que a perspectiva para a terceira maior economia do mundo é "altamente incerta" e depende dos desdobramentos da pandemia de Covid-19

Coronavírus chega a 1 milhão de casos no mundo e assusta bolsas asiáticas (13.mar.2020)
Coronavírus chega a 1 milhão de casos no mundo e assusta bolsas asiáticas (13.mar.2020) Foto: Aly Song/Reuters

Sergio Caldas,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira (16), em meio a temores renovados com o aumento de casos de infecção por Covid-19 e eventuais riscos para a recuperação econômica. Como se esperava, o Banco do Japão (BoJ) reafirmou sua política monetária, mas reduziu sua projeção de crescimento para o atual ano fiscal.

O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,98% em Tóquio hoje, a 28.003,08 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,28% em Seul, a 3.276,91 pontos, e o Taiex registrou perda de 0,77% em Taiwan, a 17.895,25 pontos.

No começo da madrugada, o BoJ manteve as principais características de sua política monetária, mas cortou sua projeção de alta do Produto Interno Bruto (PIB) japonês para o ano fiscal que se encerra em março de 2022, de 4% para 3,8%. O BC japonês ressaltou que a perspectiva para a terceira maior economia do mundo é “altamente incerta” e depende dos desdobramentos da pandemia de Covid-19.

 Tóquio relatou que os novos casos de Covid-19 atingiram ontem o maior nível em seis meses, um pouco mais de uma semana antes do início da Olimpíada, que terá a capital japonesa como sede. A disseminação de variantes da doença, como a delta, tem provocado surtos em outras partes da Ásia e também na Oceania.

De olho na questão ambiental, o BoJ também lançou hoje uma linha de crédito com custo zero para investimentos relacionados a mudanças climáticas.

Já na China continental, o Xangai Composto se desvalorizou 0,71% nesta sexta, a 3.539,30 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve queda de 0,99%, a 2.454,06 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng ficou praticamente estável, com alta marginal de 0,03%, a 28.004,68 pontos.

A bolsa australiana, a principal da Oceania, contrariou o viés negativo da Ásia e ficou no azul, impulsionada por ações ligadas a consumo. O S&P/ASX 200 teve modesto avanço de 0,17% em Sydney, a 7.348,10 pontos.

Mais Recentes da CNN