Bolsas da Ásia fecham mistas; empresas de tecnologia chinesas têm queda

Tanto os mercados de Tóquio quanto de Seul ficaram no azul e interromperam sequências de quatro pregões negativos

Foto: Issei Kato/Reuters

Sergio Caldas,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira (25), com algumas delas se recuperando de quedas recentes, mas grandes empresas de tecnologia chinesas negociadas em Hong Kong foram penalizadas por temores de que possam perder suas listagens em Nova York.

Tanto os mercados de Tóquio quanto de Seul ficaram no azul hoje e interromperam sequências de quatro pregões negativos. O índice japonês Nikkei subiu 1,14%, a 28.729,88 pontos, impulsionado por ações financeiras e de eletrônicos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 0,40%, a 3.008,33 pontos, ajudado por papéis de bancos e varejistas. O Taiex, por sua vez, registrou modesta valorização de 0,17% em Taiwan, a 16.060 pontos.

Já em Hong Kong, o Hang Seng teve baixa marginal de 0,07%, a 27.899,61, mas gigantes de tecnologia chinesas também negociadas em Wall Street sofreram perdas acentuadas. Foi o caso da Baidu (-9,65%), do Alibaba (-3,91%) e da Tencent (-2,81%).

A liquidação das “giant techs” em Hong Kong veio após a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, pela sigla em inglês) anunciar ontem a adoção de uma regra provisória determinando que algumas empresas estrangeiras submetam documentação para provar que não são controladas por entidades governamentais. A exigência deverá afetar principalmente empresas chinesas, que estão sujeitas a ter suas listagens em Nova York canceladas.

Na China continental, as bolsas também encerraram o dia com leves perdas. O Xangai Composto caiu 0,10%, a 3.363,59 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,02%, a 2.166,40 pontos. O volume de negócios combinado de Xangai e de Shenzhen ficou abaixo de 680 bilhões de yuans (cerca de US$ 104 bilhões), o menor desde o começo do ano.

Na Oceania, a bolsa australiana se recuperou no fim do pregão, e o S&P/ASX 200 avançou 0,17% em Sydney, a 6.790,60 pontos. 

Mais Recentes da CNN