Bolsas da Europa fecham mistas, com inflação e ata do BCE no radar

Na zona do euro, a inflação ao consumidor acelerou à máxima histórica de 5% em dezembro

Índice pan-europeu Stoxx600 subiu 0,51%, a 483,36 pontos
Índice pan-europeu Stoxx600 subiu 0,51%, a 483,36 pontos Reuters

Ilana Cardial, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As principais bolsas europeias fecharam mistas nesta quinta-feira (20), com investidores monitorando os dados de inflação ao consumidor na zona do euro e ao produtor na Alemanha. A ata da mais recente reunião monetária do Banco Central Europeu (BCE) também esteve no radar.

O índice pan-europeu Stoxx600 subiu 0,51%, a 483,36 pontos. Já o FTSE 100, em Londres, caiu 0,06%, a 7.585,01 pontos.

Analista-chefe de mercados na CMC Markets, Michael Hewson aponta que o índice foi pressionado pela fraqueza do setor de energia desta quinta, apesar da “contínua resiliência” nos preços de petróleo. As ações da Royal Dutch Shell e da BP caíram 1,66% e 1,26%, respectivamente.

Na Alemanha, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) atingiu nível recorde em dezembro de 2021, com salto de 24,2% em relação a igual período.

O HFE afirma, porém, que a empresas não estão repassando os altos custos de materiais para consumidores.

“Alguns podem ver essa situação como uma ameaça à estabilidade de preços. Nós, porém, vemos como uma ameaça aos lucros quando as firmas não mais puderem adiar esse repasse”, dizem analistas.

Em Frankfurt, o DAX avançou 0,65%, a 15.912,33 pontos, e, em Paris, o CAC 40 subiu 0,30%, a 7.194,16 pontos.

Já na zona do euro, a inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) acelerou à máxima histórica de 5% no mês passado, na base anual. A Capital Economics avalia que o índice já atingiu seu pico.

Na reunião mais recente do BCE, dirigentes consideraram que um nível “substancial” de acomodação monetária ainda é necessário para estabilizar a inflação do bloco a 2% no longo prazo, mostrou ata. O ING avalia que o banco central “acordou” para a incerteza gerada pelas pressões inflacionárias.

Já a Capital Economics aponta que ainda existem diferenças significativas de opiniões entre os membros sobre a alta de preços. O Nordea, por sua vez, manteve sua previsão de que o BCE elevará sua taxa básica de juros somente ao fim de 2023.

Em Milão, o FTSE MIB subiu 0,73%, a 27.570,00 pontos, e em Madri, o IBEX 35 teve alta de 0,45%, a 8.814,60 pontos, de acordo com dados preliminares, enquanto o PSI 20 avançou 0,06%, a 5.663,94 pontos.

Mais Recentes da CNN