Bolsas da Europa têm pior dia em mais de um ano e meio com tensão na Ucrânia

Reunião de política monetária do banco central dos EUA também contribui para temores entre investidores

Shreyashi SanyalSruthi ShankarAnisha Sircarda Reuters

Ouvir notícia

O principal índice de ações da Europa despencou quase 4% nesta segunda-feira (24), pressionado por preocupações com a possibilidade de um ataque russo à Ucrânia e de um Federal Reserve mais duro com a inflação nesta semana.

O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 3,8%, marcando seu pior desempenho diário desde junho de 2020.

Os Estados Unidos disseram no domingo (23) que estão ordenando aos familiares de diplomatas que deixem a Ucrânia, em um dos sinais mais claros até agora de que as autoridades norte-americanas estão se preparando para uma ação agressiva da Rússia na região.

“Tem sido um começo de semana brutal para as ações”, disse Chris Beauchamp, analista-chefe de mercado da plataforma de negociação online IG.

“Investidores devem ter passado o fim de semana lendo sobre o aumento de tropas na Ucrânia e as tensões entre a Rússia e o Ocidente, fornecendo mais uma razão para vender ações ou ficar de lado.”

As ações europeias de viagens e lazer e as de tecnologia, que são sensíveis aos juros, foram as mais atingidas, caindo mais de 5% cada. Ações de tecnologia fecharam no patamar mais baixo desde junho de 2021.

A amplamente aguardada reunião do Fed termina na quarta-feira (26). Embora as autoridades possam não elevar os juros até março, uma linguagem mais dura sobre a inflação já aparece.

“Por vários anos, os mercados se acostumaram a comprar na baixa, não importa qual seja o cenário fundamental. No entanto, eventos recentes parecem estar observando uma perda significativa de confiança nessa mentalidade”, disse Michael Hewson, analista-chefe de mercado da CMC Markets.

Em Londres, o índice Financial Times recuou 2,63%, a 7.297,15 pontos. Já em Frankfurt, o índice DAX caiu 3,80%, a 15.011,13 pontos.

O índice CAC-40, de Paris, perdeu 3,97%, a 6.787,79 pontos, enquanto o índice Ftse/Mib, de Milão, teve desvalorização de 4,02%, a 25.972,90 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 3,18%, a 8.417,80 pontos. Já em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,75%, a 5.429,40 pontos.

Mais Recentes da CNN