Bolsas dos EUA fecham sem direção comum após sessão volátil

índice S&P 500 fechou em alta de 0,01%, a 3.901,36 pontos. O Dow Jones subiu 0,03%, a 31.261,90 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 0,3%, a 11.354,62 pontos

Bolsa de Nova York
Bolsa de Nova York 04/04/2022. REUTERS/Brendan McDermid/Archivo

Amruta KhandekarNoel Randewichda Reuters

Ouvir notícia

Wall Street encerrou com resultados mistos nesta sexta-feira (20), após uma sessão volátil em que a Tesla despencou e outras ações de crescimento também perderem terreno.

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,01%, a 3.901,36 pontos. O Dow Jones subiu 0,03%, a 31.261,90 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 0,3%, a 11.354,62 pontos.

Os índices S&P 500 e Nasdaq registraram a sétima semana consecutiva de baixas, suas maiores sequência de perdas desde o fim da bolha “pontocom” em 2001.

Já o índice Dow Jones sofreu seu oitavo declínio semanal consecutivo, o mais longo desde 1932, durante a Grande Depressão.

O S&P 500 passou a maior parte do pregão em território negativo e, a certa altura, recuou pouco mais de 20% em relação ao recorde de fechamento que bateu em 3 de janeiro, antes de terminar em queda de 18% em relação a esse nível e estável para o dia.

Fechar 20% abaixo desse patamar recorde confirmaria que o S&P 500 está em mercado em baixa desde que atingiu o pico em janeiro, de acordo com uma definição amplamente aceita.

O Nasdaq, focado em tecnologia, cedia cerca de 27% em relação ao seu recorde de encerramento alcançado em novembro de 2021.

A Tesla desvalorizou 6,4%, e pesou fortemente no S&P 500, depois que o presidente-executivo Elon Musk caracterizou como “totalmente falsas” as alegações de uma reportagem de que ele assediou sexualmente uma comissária de bordo em um jato particular em 2016.

Na semana, o S&P 500 caiu 3,0%, o Dow Jones perdeu 2,9% e o Nasdaq recuou 3,8%.

 

Mais Recentes da CNN