Bolsas europeias fecham em queda após inflação nos EUA

Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 2,69%, a 422,71 pontos

Pessoa se protege da chuva ao passar em frente ao prédio da Bolsa de Londres
Pessoa se protege da chuva ao passar em frente ao prédio da Bolsa de Londres Toby Melville/Reuters

Susan MathewBansari Mayur Kamdarda Reuters

Ouvir notícia

 As ações europeias caíram com força nesta sexta-feira (10), atingindo os menores patamares em três semanas depois que uma leitura de inflação dos Estados Unidos veio acima do esperado, aumentando a perspectiva de uma recessão à medida que os bancos centrais tentam conter a alta dos preços.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 2,69%, a 422,71 pontos.

As perdas foram lideradas por um tombo de 4,8% dos bancos. O índice referencial sofreu a quarta sessão consecutiva de queda, registrando perdas semanais de mais de 3%.

A inflação ao consumidor dos Estados Unidos acelerou a 8,6% nos 12 meses até maio, superando a taxa esperada de 8,3% e sugerindo que o Federal Reserve pode continuar adotando aumentos de 0,50 ponto percentual nos juros até setembro de forma a combater a alta dos preços.

A visão que o Fed emitirá sobre a inflação em sua reunião da próxima semana será observada de perto.

“Os mercados estão nervosos porque a persistência da inflação essencialmente força os bancos centrais a intensificar seu aperto”, disse Dhaval Joshi, estrategista-chefe da BCA Research. “A questão mais importante é se os bancos centrais vão levar a economia à recessão para vencer a inflação.”

  • Em Londres, o índice Financial Times recuou 2,12%, a 7.317,52 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX caiu 3,08%, a 13.761,83 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 2,69%, a 6.187,23 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 5,17%, a 22.547,48 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 3,68%, a 8.390,60 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 3,39%, a 6.087,96 pontos.

Mais Recentes da CNN