Bolsonaro afirma que governo chegou a acordo sobre venda da Cedae

Sem dar detalhes, presidente afirmou que "vão sobrar recursos, segundo informações que eu tive, para investir no Rio de Janeiro".

Bolsonaro faz discurso em Porto Alegre: para ele, privatização da Cedae trará muitos recursos para o Rio de Janeiro
Bolsonaro faz discurso em Porto Alegre: para ele, privatização da Cedae trará muitos recursos para o Rio de Janeiro Foto: MARCELO OLIVEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Camila Moreira,

da Reuters

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (24), que o governo chegou a um acerto em relação à venda da Cedae, estatal de saneamento do Rio de Janeiro.

Sem dar detalhes, Bolsonaro afirmou em transmissão semanal ao vivo nas redes sociais que “vão sobrar recursos, segundo informações que eu tive, para investir no Rio de Janeiro”.

Ele afirmou que o acordo foi fechado em reunião nesta quinta-feira com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, e autoridades do Rio de Janeiro.

Leia também:
Bolsonaro vetará venda de terras para estrangeiros se aprovada pelo Congresso
O Brasil é referência para outros países no combate à pandemia, diz Bolsonaro

O conselho de administração da Cedae aprovou, na quarta-feira, por maioria de votos, processo de concessão de partes da companhia, que tem potencial para levantar mais de 10 bilhões de reais para o Rio de Janeiro, segundo cálculos do governo estadual e do BNDES.

A expectativa do BNDES era que a concessão da Cedae ocorresse neste ano, mas o processo acabou passando por uma série de atrasos em meio a desentendimentos do banco com o governo estadual.

A Cedae é um dos principais ativos do plano de concessões na área de saneamento do BNDES, que deslanchou após a aprovação do marco regulatório do setor em meados deste ano.

Mais Recentes da CNN