Bradesco e executivos pagam R$95 mi ao BC em processo sobre operações cambiais

Banco deverá comunicar ao Coaf movimentações atípicas e submeter ao BC plano de ação de melhorias nos procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro

Foto: Seeb/Divulgação

Aluísio Alves,

da Reuters

Ouvir notícia

O Bradesco e um grupo de oito executivos ligados ao banco aceitaram pagar em conjunto R$ 95 milhões ao Banco Central como parte de um acordo para encerrar um processo sobre irregularidades envolvendo operações de câmbio.

De acordo com o termo de compromisso celebrado na última sexta-feira (29 de maio), R$ 92,2 milhões serão pagos pelo Bradesco. Um grupo de oito executivos aceitou pagar, cada um, R$ 350 mil.

De acordo com o documento, além do valor a ser pago, o banco se compromete a “abster-se de deixar de comunicar ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) movimentações atípicas de recursos” e “submeter ao BC plano de ação de melhorias nos procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo”.

Em contrapartida, o BC afirmou, no termo de compromisso, que não abrirá um processo sancionador contra o banco.

Em nota, o Bradesco afirmou que o termo de compromisso é uma oportunidade de “aprimoramento contínuo dos procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro e no combate ao uso indevido do Sistema Financeiro Nacional”, e que tem sistemas e políticas sólidas em linha com as melhores práticas de mercado”.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN