Bradespar tem lucro de R$ 1,175 bilhão no 3º trimestre, alta de 47,6% ante 2020

Companhia é controlada pelo Bradesco, sendo uma das principais acionistas da Vale

Empresa destaca o sólido desempenho da Vale no período
Empresa destaca o sólido desempenho da Vale no período REUTERS/Regis Duvignau/File Photo

Luísa Laval, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Bradespar, empresa controlada pelo Bradesco e uma das principais acionistas da Vale, encerrou o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido de R$ 1,175 bilhão ante resultado positivo de R$ 796,608 milhões registrado no mesmo período de 2020. Entre julho e setembro a empresa registrou receita operacional de R$ 1,163 bilhão.

Já no acumulado dos primeiros nove meses do ano, reportou receita operacional recorde de R$ 5,159 bilhões, ante R$ 1,238 bilhão no mesmo período de 2020.

Como companhia de investimentos, a Bradespar tem sua receita operacional originada do resultado de equivalência patrimonial e juros sobre o capital próprio da Vale.

A empresa destaca o sólido desempenho da Vale no período, totalizando Ebitda ajustado de US$ 7,1 bilhões, com ênfase para a área de Minerais Ferrosos (US$ 6,7 bilhões).

“Muito embora impactado pelo efeito da redução do índice de preços no período, principalmente pelos cortes na produção de aço na China, representou, ainda, o maior Ebitda para um terceiro trimestre desde 2012”, aponta.

No terceiro trimestre de 2021, o resultado financeiro da Bradespar atingiu o valor positivo de R$ 4,9 milhões, decorrente, principalmente, de aplicações financeiras e de remuneração sobre Impostos a Recuperar.

“Tal resultado reflete a continuidade da posição líquida positiva de caixa da companhia, na medida em que liquidou todo o endividamento financeiro em exercícios anteriores”, ressalta.

Mais Recentes da CNN