Buffett vende ações da Pfizer e de bancos, como JP, e compra de petroleiras

A venda da Pfizer ocorre apenas um trimestre depois que a Berkshire Hathaway fez grandes aportes no setor de saúde

Magnata Warren Buffett negou ter ações na resseguradora IRB (04.Mai.2019)
Magnata Warren Buffett negou ter ações na resseguradora IRB (04.Mai.2019) Foto: Scott Morgan/Reuters

Paul R. La Monica, do CNN Business

Ouvir notícia

 

Parece que azedou o interesse do megainvestidor Warren Buffett com o setor financeiro. O chamado Oráculo de Omaha voltou as suas atenções para empresas de petróleo, bem como de telecomunicações e mídia. Ele também comprou ações da Dow, Chevron e Verizon no quarto trimestre do ano passado.

A Berkshire Hathaway, empresa de Buffett, se desfez dos papéis do JPMorgan Chase, PNC e M&T Bank, de acordo com relatório trimestral divulgado na terça-feira (16) na SEC. As ações foram vendidas em algum momento do quarto trimestre de 2020.

A venda dos papéis do JPMorgan Chase é digna de nota, visto que a Berkshire tinha uma parceria com o banco liderado por Jamie Dimon e com a Amazon em uma empresa de plano de saúde chamada Haven desde 2018 — mas que, no mês passado, anunciou encerramento da operação. A Berkshire ainda possui ações da Amazon.

A Berkshire Hathaway também reduziu sua participação no Wells Fargo, mas manteve suas posições no Bank of America, Bank of New York, US Bancorp e na American Express. Também adquiriu participação em outra empresa financeira: a corretora de seguros Marsh & McLennan.

A companhia também vendeu todas as suas ações da Pfizer, fabricante de vacinas Covid-19, bem como da mineradora Barrick Gold, durante o quarto trimestre. Aliás, a compra da ação da mineradora foi um investimento curioso para a Berkshire, devido ao conhecido desdém de Buffett pelo ouro como investimento.

A venda da Pfizer ocorre apenas um trimestre depois que a Berkshire fez grandes aportes no setor de saúde. Na verdade, a Berkshire divulgou na terça-feira que comprou mais ações da AbbVie, Bristol-Myers Squibb e Merck no quarto trimestre.

Buffett também reduziu a posição da Berkshire na Apple, mas as ações continuam na liderança da carteira de investimentos da companhia. A Berkshire aumentou sua participação na gigante de telecomunicações sem fio T-Mobile, além de ter entrado na Verizon. A Verizon é dona do Yahoo, a empresa que transmitirá pela web a reunião anual de acionistas da Berkshire em Omaha. A reunião, marcada para 1º de maio, será um evento virtual devido à Covid-19.

A nova participação na Chevron é uma escolha interessante, dado que a Chevron perdeu uma guerra de licitações em 2019 para uma rival apoiada pela Berkshire. Parece que o prêmio de consolação para a Chevron é um investimento de Buffett.

O repórter desta história possui ações da AbbVie.

(Texto traduzido. Para ler o original, acesse aqui)

Mais Recentes da CNN