Cade estende por mais 90 dias o prazo para analisar a compra da Linx pela Stone

O assunto estará na pauta da próxima reunião do Conselho, agendada para 16 de junho

Sede do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em Brasília (DF)
Sede do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em Brasília (DF) Foto: Adriano Machado/Reuters

Por Paula Arend Laier, da Reuters

Ouvir notícia

 O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informou nesta quarta-feira (26) a prorrogação por mais 90 dias do prazo para análise da compra da Linx pela StoneCo.

O julgamento foi adiado na sessão anterior, em 12 de maio. Assim, o assunto estará na pauta da próxima reunião do Conselho, agendada para 16 de junho.

“Com a prorrogação do prazo, o Tribunal terá até julho para julgar o ato de concentração”, afirmou o Cade.

A Stone anunciou em agosto do ano passado acordo vinculante para unir sua área de software com a Linx, com os termos sofrendo ajustes desde antão e a operação sendo aprovada pelos acionistas das duas empresas em novembro.

Em março deste ano, a Superintendência-Geral do Cade recomendou a aprovação, sem restrições, da combinação de negócios das companhias.

Mais Recentes da CNN