Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Câmara quer votar autonomia do BC e ‘fura-filas’ das vacinas na próxima semana

    Nova lei cambial e discussão sobre novo auxílio também estão entre prioridades, de acordo com novo presidente da Câmara

    Arthur Lira (C) durante sessão na Câmara dos Deputados para escolha da Mesa Diretora
    Arthur Lira (C) durante sessão na Câmara dos Deputados para escolha da Mesa Diretora Foto: Michel Jesus - 3.fev.2021/Câmara dos Deputados

    Ouvir notícia

    A Câmara dos Deputados pretende votar, na próxima semana temas prioritários como a autonomia do Banco Central, o projeto da nova lei cambial e ainda medidas relacionadas à facilitação do acesso às vacinas contra a Covid-19, além da criminalização dos chamados fura-fila, informou o líder do DEM na Casa, Efraim Filho (PB). A votação deve ocorrer na terça (9) ou quarta-feira (10), conforme apurou a comentarista da CNN Thais Arbex.

    Efraim Filho participou de reunião de líderes, a primeira realizada pelo novo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para a definição da pauta da próxima semana. Durante o encontro, também foi abordada a urgência da discussão sobre uma forma de distribuir renda aos mais atingidos pela pandemia do coronavírus.

    “Para a próxima semana, (foram acertados) alguns projetos que já vinham sendo tratados com prioridade: a nova lei cambial, a autonomia do Banco Central, super endividamento… temas que dizem respeito à questão da criminalização do uso fraudulento, dos ‘fura-fila’ de vacinas, então todos esses temas que dizem respeito à pandemia, também na prioridade”, disse o líder a jornalistas após a reunião.

    “O retorno do auxílio emergencial é prioridade. É preciso colocar o pão na mesa da família de muitos brasileiros. O grande dilema é encontrar qual o espaço no Orçamento e qual a viabilidade do ponto de vista da responsabilidade fiscal”, acrescentou o líder, questionado sobre o tema.

    Também ficou acertada a retomada gradual do funcionamento das comissões permanentes em março. Segundo Efraim, Lira ainda discutirá com cada líder a composição das comissões. Um dos temas que tem provocado controvérsia diz respeito à possibilidade de a deputada Bia Kicis (PSL-DF) presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

    *Com Reuters

    Mais Recentes da CNN