Canal do Sertão Baiano levará água a 44 cidades e beneficiará 1,2 mi de pessoas

Segundo o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o projeto contribuirá para a geração de empregos e renda à região

Tainá Farfanda CNN

Em Juazeiro

Ouvir notícia

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinou, nesta terça-feira (19), um edital de licitação para viabilizar estudos ambientais e um projeto de obras para criação do Canal do Sertão Baiano, que levará água para 44 cidades do interior da Bahia e deverá beneficiar 1,2 milhão de pessoas.

O Rio São Francisco foi foco do segundo dia da Jornada das Águas, que teve início nesta segunda-feira (18), na nascente do rio, em Minas Gerais.

A Jornada vai percorrer nove estados do Nordeste em dez dias, com anúncios do governo para melhorar o acesso da população à água.

A transposição do Rio São Francisco tem dois eixos principais, o Norte e o Leste. Para a água do rio chegar à população do Nordeste, é preciso da construção dos chamados “canais-acessórios”.

Juazeiro, no norte da Bahia, foi escolhida para o lançamento da licitação divulgada nesta terça-feira. O projeto irá retirar água do São Francisco, no reservatório de Sobradinho, e cruzar o estado passando por 44 cidades do interior da Bahia, um percurso de 300 km, que beneficiará 1,2 milhão de pessoas.

As terras de Juazeiro e Petrolina são exemplos de que, com irrigação, a terra seca se torna fértil. Com água, o que é plantado, cresce, gerando alimentos, empregos e desenvolvimento para os nordestinos.

Para o ministro Rogério Marinho, o projeto contribuirá para a geração de empregos e renda à região.

“O futuro Canal do Sertão Baiano será indutor de desenvolvimento por onde ele passar. Teremos mais geração de renda e de empregos em uma região que necessita de apoio para crescer. O governo não tem medido esforços para garantir a segurança hídrica, especialmente do povo do Nordeste”, afirmou o ministro.

Mais Recentes da CNN