Casamentos estão bombando de novo nos EUA, porém maiores e mais caros do que antes

Plataforma estima até 2,6 milhões de casamentos em 2022, acima dos 2,2 milhões que o país registrou em 2019

Olivia Bauso/Unsplash

Parija Kavilanzdo CNN Business*

Ouvir notícia

Dois anos de incerteza pandêmica forçaram muitos casais a adiar ou mesmo cancelar suas celebrações nupciais. Mas os casamentos estão voltando com gosto.

O boom de casamentos nos Estados Unidos neste ano deve ser grande, de acordo com um novo relatório do site de planejamento de casamentos The Knot.

A plataforma estima até 2,6 milhões de casamentos em 2022, acima dos 2,2 milhões em 2019, antes da pandemia. Os grandes eventos também serão muito maiores – e provavelmente mais caros em meio a níveis recordes de inflação de preços ao consumidor.

“Este ano não será apenas o ano com mais casamentos na história recente, mas também começará a receber a próxima geração de casais – a geração Z – se casando”, disse Lauren Kay, editora executiva do The Knot, em comunicado.

Um ano marcante para casamentos será um alívio bem-vindo não apenas para noivas e noivos, mas para toda a indústria de casamentos. O ano de 2020 forçou a maioria dos casamentos a serem cancelados ou adiados, e dezenas de empresas que dependem deles para obter receita ficaram lutando para sobreviver.

À medida que a vacinação contra o Covid-19 ganhou força, os casamentos tiveram um retorno em 2021. Os casais mudaram para cerimônias menores e ao ar livre, casamentos Zoom e até fugas. Este ano, está a todo vapor.

De volta ao fervor pré-pandemia

O relatório Knot disse que 98% dos casais que estão prestes a se casar este ano estão confiantes de que seu casamento acontecerá conforme o programado. Isso se compara a 45% que fizeram alterações em seus planos de casamento – como um local diferente – em 2021.

As recepções de casamento também estão ganhando mais alguns convidados – a contagem média deve atingir 129 este ano, acima dos 110 em 2021. O relatório Knot disse que o tamanho da lista de convidados voltou a 80% dos níveis de 2019.

Os casais querem dar tudo de si em suas cerimônias e não estão muito focados em controlar os custos, Tim Chi, CEO da The Knot Worldwide, disse à CNNBusiness’ Markets Now nesta quarta-feira.

Em média, os casais em 2021 gastaram um total de US$ 34.000 em seu casamento, incluindo a cerimônia, recepção, noivado e alianças, disse o relatório The Knot. O site disse que ainda não tem uma estimativa de custos para 2022, mas acredita que “serão pelo menos os níveis de 2021”.

Mas Chi disse que a inflação e os problemas contínuos com as cadeias de suprimentos também contribuirão para aumentar os custos relacionados ao casamento.

Está na moda

Para aqueles que ainda estão em processo de definir uma data de casamento em 2022, o The Knot descobriu que outubro emergiu como o mês mais popular e 22 de outubro a data mais popular.

A segurança continua a ser uma prioridade, no entanto. Chi disse que muitos casais estão incorporando estações de higienização das mãos e outras precauções ou realizando as festividades ao ar livre para promover o distanciamento social.

A Azazie, uma grande vendedora online de vestidos e acessórios para noivas e festas de casamento, disse que teve um crescimento de 200% nas vendas já este ano.

“Estamos vendo dois anos de casamentos acontecendo em um ano”, disse Ranu Coleman, diretor de marketing da Azazie. “Alguns desses são casamentos que foram adiados devido ao Covid e [também] pessoas que estão tendo um segundo casamento porque o primeiro era menor e mais íntimo e agora eles querem comemorar de uma maneira maior”.

Em termos dos tipos de casamento que seus clientes estão planejando este ano, Coleman disse que uma celebração com tema rústico com vegetação, flores secas e decoração vintage surgiu como uma das principais tendências.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN