China injeta US$ 18,6 bilhões no sistema financeiro, com Evergrande no radar

Ação é mais uma tentativa de manter a liquidez do sistema bancário do país

Banco do Povo da China fez uma injeção de capital do mesmo tamanho na quarta-feira (22)
Banco do Povo da China fez uma injeção de capital do mesmo tamanho na quarta-feira (22) REUTERS/Yuriko Nakao

Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) injetou 120 bilhões de yuans (cerca de US$ 18,6 bilhões) em recursos no sistema financeiro chinês através de operações de recompra reversa de sete e de 14 dias nesta quinta-feira (23), segundo comunicado divulgado no site do PBoC.

A ação é mais uma tentativa de manter a liquidez do sistema bancário em meio a preocupações com as dificuldades financeiras da gigante do setor imobiliário chinês Evergrande.

Na quarta-feira (22), o PBoC fez uma injeção de capital do mesmo tamanho.

Mais cedo, surgiram relatos de que governos locais da China foram orientados a se preparar para um eventual colapso da Evergrande.

Mais Recentes da CNN