China: indicador de atividade de serviços atinge menor nível em nove meses

PMI composto desacelerou de 55,8 em dezembro para 52,2 em janeiro

Pequim
Pequim Foto: China Daily/Reuters

Cícero Cotrim, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

 

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China desacelerou de 55,8 em dezembro para 52,2 em janeiro, informaram a IHS Markit e a Caixin. Mas, como continuou acima dos 50 pontos, o indicador ainda representa expansão da atividade em relação ao mês anterior.

O PMI dos serviços arrefeceu de 56,3 em dezembro para 52,0 em janeiro, com o menor ritmo de crescimento da atividade em nove meses. Na indústria chinesa, o índice cedeu de 53,0 para 51,5.

 

“No geral, a indústria e os serviços continuaram a se recuperar em janeiro, mas o ímpeto da oferta e demanda se enfraqueceu diante da demanda internacional contida”, afirmou, em nota, o economista sênior da Caixin Wang Zhe.

“Neste ano, precisamos ficar atentos à efetividade da prevenção da epidemia doméstica e procurar como impulsionar a economia chinesa enquanto as incertezas sobre a demanda internacional continuam.”

Mais Recentes da CNN