Clientes do Banco do Brasil relatam instabilidade e dificuldade de fazer transações

Durante a semana, serviços digitais do Itaú e Nubank também passaram por instabilidades

Prédio do Banco do Brasil: banco estatal desligou mais de 4 mil pessoas em 2019
Prédio do Banco do Brasil: banco estatal desligou mais de 4 mil pessoas em 2019 Foto: Adriano Machado/Reuters

Do CNN Brasil BusinessDo Estadão Conteúdo

Altamiro Silva Junior, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

Além do Nubank, clientes do Banco do Brasil (BB) estão postando nas redes sociais relatos de problemas com os serviços do banco nesta sexta-feira (4). Os problemas mais comuns apontados pelos correntistas vão de dificuldade em fazer transferências, login no aplicativo e para acessar o banco pela internet.

Nas redes sociais, uma correntista postou: “Gente o aplicativo do Banco do Brasil ta fora do ar, tou desesperada, preciso pagar conta, fazer pix, ver se recebi dinheiro!” Outro correntista comenta no Twitter: “Banco do Brasil está fora do ar. Não da pra fazer pix, meu saldo da conta salário simplesmente SUMIU. Cartão de crédito, nada funciona”

O site Downdetector, que monitora esse tipo de problema, mostra que as notificações de problemas tiveram um pico por vota das 14h, chegando a quase 550. Depois começaram a cair e estavam na casa de 150 às 17h.

Segundo o BB, o banco identificou que uma atualização de firmware originou problema ao longo do dia, dificultando o acesso ao seu aplicativo. “O BB está atuando para que a aplicação volte a operar normalmente. O BB destaca que não haverá prejuízo aos seus clientes e manteve disponíveis os demais canais de atendimento.

A semana tem sido complicada para os serviços digitais dos bancos. Primeiro foi o Itaú Unibanco, que chegou a parar nos trending topics do Twitter por causa das reclamações. Agora, o Nubank e o Banco do Brasil.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Nubank informou que “lamenta as oscilações identificadas por uma parcela” de clientes em alguns serviços no dia de hoje. “Informamos que as operações estão sendo normalizadas de forma gradual e nossos sistemas são 100% seguros. Foram impactadas a visualização e a disponibilidade de algumas funcionalidades. A integridade de todas as informações está garantida”, afirma a nota.

Mais Recentes da CNN