CMN ajusta prazo para regras de portabilidade de crédito e de débito em conta

De acordo com o BC, o adiamento decorre da necessidade dos bancos concentrarem esforços de tecnologia no momento para "projetos prioritários", como o Pix

Foto: Reuters/Ueslei Marcelino

Fabrício de Castro e Eduardo Rodrigues, Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central ajustaram o prazo para entrada em vigor de novas regras de portabilidade de crédito e para autorização de débito em conta de depósitos e de pagamento. As normas estavam previstas para serem aplicadas em novembro deste ano, mas agora só entrarão em vigor em março de 2021.

De acordo com o BC, o adiamento decorre da necessidade dos bancos concentrarem esforços de tecnologia no momento para “projetos prioritários”, como o Pix e o Open Banking.

Leia também:
CMN facilita captação externa por meio de bancos multilaterais e agências
Pix: com mais de 48 mi de cadastros, foram registradas apenas 43 reclamações

No caso da portabilidade de crédito, o adiamento trata das regras vale para as operações com cheque especial, e para a possibilidade de que operações de crédito imobiliário contratadas originalmente fora do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) sejam enquadradas no SFH.

As regras também trazem mais transparência nas autorizações de débito e crédito em contas de depósitos e pagamentos.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN