Colorado, da Ambev, lança cerveja que muda de valor com preservação da Amazônia

O preço da cerveja será reajustado pelo Índice de Reajuste de Preços da Amazônia (IRPA), desenvolvido por um engenheiro florestal Tasso Azevedo

 
  Foto: Divulgação/Colorado

Do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

A Colorado anunciou o lançamento de uma cerveja de trigo, feita com babaçu, pacová e casca de limão. Mas isto, com certeza, não é o que mais chama atenção no novo produto da cervejaria. A novidade é que a empresa vai mudar o preço da bebida de acordo com a evolução do desmatamento na Amazônia. 

O preço da cerveja vai flutuar semanalmente. Quando os dados mostrarem aumento do desmatamento na Amazônia, a Colorado Amazônica – como foi batizado o novo produto – vai ficar mais cara. Quando os índices de desmatamento caírem, a cerveja ficará mais barata.

Leia também:
Copo não tão cheio: balanço da Ambev preocupa analistas, que veem ressaca maior
Carrefour, GPA e Via Varejo: confira o ranking dos maiores varejistas do Brasil

“Mais do que uma cerveja, assumimos um compromisso com a conservação da biodiversidade e estamos ao lado daqueles que respeitam e ajudam a manter a Amazônia em pé”, diz Guilherme Poyares, gerente de Marketing da Colorado. 

O preço da cerveja será reajustado pelo Índice de Reajuste de Preços da Amazônia (IRPA), desenvolvido pelo engenheiro florestal Tasso Azevedo, coordenador do MapBiomas. O indicador tem como base a comparação da média do desmatamento semanal detectado nas últimas quatro semanas e o mesmo período do ano anterior. 

A novidade já está disponível no e-commerce da Colorado e, por enquanto, custa R$ 5,49. A empresa disse que quer ver a floresta preservada para o preço ser cada vez mais acessível. 

O novo rótulo terá 100% do valor arrecadado em sua venda doado para a Rede de Cantinas da Terra do Meio, formada por ribeirinhos, indígenas e agricultores familiares.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN