Com Black Friday, vendas do varejo em novembro saltam 2,1%, mostra índice

Apesar do fechamento positivo no mês, quando descontada inflação do período, varejo ainda se encontra abaixo do patamar observado no mesmo período em 2019, revela Índice Cielo do Varejo Ampliado

Varejo ainda se encontra abaixo do patamar observado no mesmo período em 2019
Varejo ainda se encontra abaixo do patamar observado no mesmo período em 2019 REUTERS/Mark Makela

Do CNN Brasil Business*

Ouvir notícia

O varejo nacional apresentou alta de 2,1% em novembro, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês de 2020. Os dados são do índice ICVA (Índice Cielo do Varejo Ampliado), calculados pela empresa de meios de pagamento, divulgados nesta quarta-feira (15).

A alta nas vendas de novembro mostra uma aceleração do ritmo no setor, que teve leve queda de 0,8% em outubro. Os seis meses anteriores haviam sido de alta.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o índice registrou alta de 14,5%.

Segundo a empresa, ao ajustar os efeitos de calendário, o crescimento nominal foi de 13,4% e, descontando a inflação, a alta do setor varejista foi de 1,2% ante igual mês do ano passado.

“Um possível fator que colaborou com o fechamento positivo do índice foi a diluição das vendas relacionadas à Black Friday durante todo o mês de novembro. Isso ficou comprovado porque o crescimento das vendas no final de semana da Black Friday em si foi inferior ao apurado no restante do mês”, afirmou a Cielo em comunicado ao mercado.

A empresa também disse que efeitos do abrandamento de medidas de isolamento colaboraram positivamente para o resultado.

“Entretanto, apesar do fechamento positivo deste mês, quando descontado o efeito inflacionário no período, o varejo ainda se encontra abaixo do patamar observado no mesmo período em 2019”, completou a companhia.

*Com Reuters

Mais Recentes da CNN