Com Delta e Evergrande, BofA corta projeção para PIB chinês dos próximos 3 anos

Segundo o banco, os problemas na gigante chinesa Evergrande é de que "haverá pouco contágio" no setor imobiliário

Foto: Carlo Allegri/Reuters

Ouvir notícia

O BoFA Securities reduziu nesta terça-feira (22) sua projeção para o crescimento econômico da China para os próximos três anos devido à combinação do surto da variante Delta do coronavírus e da intensificação dos controles sobre os setores imobiliário e de infraestrutura.

O banco de investimentos norte-americano disse que sua nova projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto chinês neste ano foi reduzida a 8,0%, de 8,3%. Para 2022 a estimativa passou a 5,3% de 6,2% e em 2023 foi a 5,8% de 6,0%.

O banco também disse que seu cenário básico sobre os problemas na gigante chinesa Evergrande é de que “haverá pouco contágio” no setor imobiliário como um todo e nos mercados financeiros se o governo resgatar a empresa facilitando uma reestruturação ordenada da dívida.

 

Mais Recentes da CNN