Com queda do dólar, ir para Disney já ficou mais barato; veja se é hora de viajar

Levantamento do buscador de passagens Viajala mostra que o valor total do pacote de sete dias para o parque americano já fica quase R$ 1.000 mais barato de um ano para cá

Do CNN Brasil Business

Ouvir notícia

Com o dólar atingindo cotações mínimas desde março de 2020, chegando à casa dos R$ 4,70, bens e serviços que sofrem maior influência da moeda norte-americana podem ficar mais baratos. Um exemplo é a viagem para a Disney, nos Estados Unidos.

Um levantamento do buscador de passagens Viajala mostra que o valor total do pacote de sete dias para o parque americano já fica quase R$ 1.000 mais barato de um ano para cá — de R$ 13.500 para cerca de R$ 12.300, considerando os custos com hospedagem em Orlando, ingressos dos parques e demais gastos diários.

Para os cálculos, o buscador considera o dólar turismo em R$ 5,90, em setembro do ano passado, e R$ 4,90 em março deste ano.

/ CNN

O valor só não caiu mais, por conta das passagens aéreas, que, apesar de terem impacto da variação dólar, a moeda é só um dos componentes que podem afetar esses preços. Um exemplo é a demanda aquecida por viagens aéreas, que deixa o preço mais alto, outro é o valor da querosene de aviação, que subiu muito. Além disso, tem o fato de as companhias aéreas ainda lidarem com as perdas que tiveram nos últimos anos de pandemia.

Sem contar o valor das passagens, a diferença entre os valores do pacote de sete dias para a Disney seria ainda maior em comparação com o registrado há um ano, com o valor total chegando a US$ 2 mil agora (o equivalente a R$ 9.555,20).

O levantamento calcula que a hospedagem custaria cerca de US$ 100 por dia. Os ingressos, cerca de US$ 490, considerando que são cinco dias, já que o viajante precisa de dois para ir e para chegar. Já os gastos diários com alimentação e transporte, US$ 700.

*Publicado por Ligia Tuon

Mais Recentes da CNN