Com voo autônomo no radar, Airbus faz acordo com fabricante de sensores LiDAR

As duas empresas trabalharão no aprimoramento da detecção e percepção dos aviões

Sensor usado em veículos de direção autônoma
Sensor usado em veículos de direção autônoma Foto: Courtesy of Aeva Inc/Handout via REUTERS

Sanjana Shivdas, da Reuters

Ouvir notícia

 

A fim de testar tecnologias que podem aumentar a segurança das aeronaves e, em última instância, permitir um voo autônomo com detecção de obstáculos, a Luminar disse nesta segunda-feira (26) que fará uma parceria com a Airbus.

As duas empresas trabalharão no aprimoramento da detecção e percepção dos aviões, disse a Luminar, acrescentando que sua tecnologia também pode melhorar substancialmente a segurança das aplicações existentes nas aeronaves. 

“A parceria com a Luminar nos ajudará a definir e explorar o próximo passo em direção a veículos de voo mais autônomos”, disse Sandra Schaeffer, chefe da Airbus UpNext, a divisão de tecnologias futuras da fabricante de aviões.

A Luminar, com sede na Califórnia, fabrica sensores LiDAR (sigla da expressão em inglês “Light Detection and Ranging”), que usam laser para detectar objetos à frente e ao redor do veículo, e são um componente-chave de muitos sistemas de direção autônoma desenvolvidos por fabricantes de automóveis.

“Somos capazes de aplicar diretamente o que criamos para a indústria automotiva na aviação”, disse o presidente-executivo da Luminar, Austin Russell.

Em março, a Luminar anunciou um acordo com a subsidiária de software autônomo da Volvo para oferecer um sistema que combina hardware e software para outras montadoras.

A Luminar abriu o capital por meio de uma fusão com a SPAC Gores Metropoulos e foi listada na bolsa em dezembro.

Mais Recentes da CNN