Comércio abre 206 mil vagas em um trimestre, mostra IBGE

Em relação ao patamar de um ano antes, a agricultura ganhou 945 mil trabalhadores, diz dados do IBGE

Homem folheia carteira de trabalho: A taxa de desemprego saltou de 12,8% em março para 13,1% em abril, segundo pesquisador do Ipea
Homem folheia carteira de trabalho: A taxa de desemprego saltou de 12,8% em março para 13,1% em abril, segundo pesquisador do Ipea Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Daniela Amorim, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O comércio abriu 206 mil vagas no trimestre encerrado em junho ante o trimestre terminado em março, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta terça-feira (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Também houve geração de vagas em todas as demais atividades: alojamento e alimentação (360 mil), administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (99 mil), outros serviços (100 mil), indústria (105 mil), transporte (161 mil), agricultura, pecuária, produção florestal pesca e aquicultura (326 mil), construção (346 mil), serviços domésticos (197 mil) e informação, comunicação e atividades financeiras (360 mil).

Em relação ao patamar de um ano antes, a agricultura ganhou 945 mil trabalhadores. A construção admitiu 1,043 milhão, o comércio contratou 707 mil. Alojamento e alimentação criou 309 mil vagas, e serviços domésticos absorveram 426 mil trabalhadores.

A indústria contratou 308 mil funcionários, enquanto o setor de informação, comunicação e atividades financeiras admitiu 733 mil. Transporte ganhou 148 mil vagas, e os outros serviços admitiram 7 mil pessoas.

A administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais demitiu 227 mil trabalhadores.

Mais Recentes da CNN