Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Comissão vota reforma tributária até março, afirma presidente do grupo

    Roberto Rocha (PSDB-MA) afirma que não pedirá prorrogação dos trabalhos e que relatório da reforma do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) será analisado no prazo

    Basília Rodriguesda CNN

    Ouvir notícia


     

    O presidente da comissão mista da reforma tributária, Roberto Rocha (PSDB-MA), afirmou à CNN, nesta quinta-feira (4), que não vai pedir prorrogação dos trabalhos e que até março o grupo vota o relatório da reforma, do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

    Eles se reúnem nesta manhã com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), na residência oficial do Senado.

     

    Roberto Rocha
    O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), presidente da comissão mista da reforma tributária
    Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

    “Vamos tratar dos procedimentos de votação e não do conteúdo”, disse à coluna.

    A principal mudança promovida pela reforma será a unificação de impostos, chamado IVA, imposto sobre valor agregado. Rocha ressaltou que a existência de vários textos para tratar da reforma continua sendo um problema. O próprio governo federal encaminhou uma sugestão que unifica apenas tributos federais, apesar do Congresso discutir textos que incluem também estaduais e municipais. O senador, no entanto, negou que a discussão esteja voltando à estaca zero.

    “Mudou a direção do Congresso. Não voltou à estaca zero. O normal seria tratar desse assunto depois do Carnaval, quando o Brasil político começa. Eu estou me antecipando”, afirmou à CNN.

    Após votação na comissão, o texto ainda precisa ir à plenário.

    Mais Recentes da CNN