Compras de ativos têm que acabar antes de alta de juros, diz vice do BCE

BCE recuou de promessa de não elevar os custos dos empréstimos este ano, mas mantém que fim das compras de títulos virá antes de aumento de juros

Luis de Guindos, vice-presidente do BCE
Luis de Guindos, vice-presidente do BCE Andersen Pool/ REUTERS

da Reuters

Ouvir notícia

O vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos, disse nesta quarta-feira (23) que a instituição precisará primeiro encerrar as compras de ativos para que depois as taxas de juros possam subir.

“Vamos avaliar os dados (macroeconômicos), as projeções e então reajustaremos as compras de ativos se necessário e veremos quando uma alta dos juros poderá acontecer”, disse De Guindos em um evento financeiro em Madri.

Mais cedo nesta quarta-feira (23), o membro do BCE Robert Holzmann disse que o banco pode começar a elevar os juros antes de encerrar seu programa de compra de títulos, desafiando a visão do banco sobre a sequência de seus movimentos de política monetária.

Com a inflação atingindo novas máximas recordes nos últimos meses, o BCE recuou recentemente de sua promessa de não elevar os custos dos empréstimos este ano, mas mantém há tempos que o fim das compras de títulos virá antes de qualquer aumento de juros.

Mais Recentes da CNN