Confiança do consumidor alemão cai a mínima histórica para maio, mostra índice

Queda foi para -26,5 pontos para maio, de -15,7 pontos em dado revisado um mês antes

Supermercado de Berlim
Supermercado de Berlim 17/03/2020. REUTERS/Fabrizio Bensch/File Photo

da Reuters

Ouvir notícia

A confiança do consumidor alemão chegou a uma mínima histórica para maio uma vez que a guerra na Ucrânia leva ao aumento dos custos para os famílias e prejudica as esperanças de uma recuperação pós-pandemia, mostrou pesquisa nesta quarta-feira (27).

O Instituto GfK disse que seu índice de sentimento do consumidor, baseado em uma pesquisa com cerca de 2.000 alemães, caiu para -26,5 pontos para maio, de -15,7 pontos em dado revisado um mês antes, com o indicador se deteriorando ainda mais em relação ao recorde anterior estabelecido em maio de 2020, durante o primeiro lockdown na Alemanha contra a Covid-19.

Analistas consultados pela Reuters esperavam queda do índice para -16,0.

“A guerra na Ucrânia e as altas taxas de inflação deram um duro golpe no sentimento dos consumidores. Isto significa que as esperanças de uma recuperação com o abrandamento das restrições relacionadas à pandemia foram finalmente frustradas”, disse o especialista em consumo da GfK Rolf Buerkl.

A guerra, que começou com a invasão russa da Ucrânia em 24 de fevereiro, levou a uma explosão nos preços da energia e a sanções contra Moscou, ambas diminuindo o poder de consumo dos consumidores, disse o GfK.

A queda no sentimento dos consumidores foi acelerada por um aumento significativo da propensão a poupar em abril, acrescentou.

“Só haverá uma mudança de tendência sustentável no sentimento dos consumidores se houver negociações de paz bem sucedidas sobre a guerra na Ucrânia”, disse Buerkl.

A pesquisa foi realizada de 31 de março a 11 de abril.

 

Mais Recentes da CNN