Conselho do Twitter recomenda que acionistas votem a favor da aquisição de Musk

Musk sugeriu que poderia tentar se afastar do acordo devido a preocupações com número de bots na plataforma

Conselho da rede social concordou por unanimidade em vender a empresa para Musk por US$ 44 bilhões em abril
Conselho da rede social concordou por unanimidade em vender a empresa para Musk por US$ 44 bilhões em abril 19/01/2020REUTERS/Joe Skipper

Clare Duffydo CNN Business

Ouvir notícia

O ​​conselho de administração do Twitter recomendou por unanimidade que os acionistas da empresa de mídia social votem para aprovar sua venda para Elon Musk, de acordo com um documento regulatório desta terça-feira (21).

O Twitter (TWTR) planeja realizar uma assembleia especial de acionistas para votação da aquisição, uma das etapas finais necessárias para fechar o negócio, em uma data não divulgada nos próximos meses.

O conselho disse no documento que determinou que “nenhuma das alternativas possíveis à fusão”, incluindo permanecer independente ou buscar um comprador diferente, provavelmente seria melhor para os acionistas do que o acordo com Musk.

O conselho concordou por unanimidade em vender a empresa para Musk por US$ 44 bilhões em abril, depois que o bilionário CEO da Tesla (TSLA) se tornou o maior acionista da rede e deu a entender que poderia tentar uma aquisição hostil da empresa. 

O arquivamento de terça-feira é a mais recente indicação de que a empresa está avançando com o acordo conforme planejado, apesar das dúvidas criadas por Musk nas últimas semanas.

Musk sugeriu que ele poderia tentar se afastar do acordo por causa de suas preocupações com o número de bots e contas falsas na plataforma. Musk participou de uma estranha reunião geral com funcionários do Twitter na semana passada, durante a qual respondeu a perguntas e discutiu seus planos para a empresa, embora não tenha reafirmado explicitamente seu compromisso de cumprir o acordo. 

Ele disse em entrevista à Bloomberg na terça-feira que existem “algumas questões não resolvidas” relacionadas ao acordo, reiterando sua preocupação com os bots.

Embora Musk seja a pessoa mais rica do mundo, grande parte de sua riqueza está vinculada às ações da Tesla, que caíram acentuadamente nas últimas semanas. Grande parte do setor de tecnologia, incluindo empresas de mídia social, também viu as ações serem duramente atingidas em meio a uma desaceleração mais ampla do mercado.

As ações do Twitter continuam sendo negociadas bem abaixo dos US$ 54,20 por ação que Musk ofereceu em abril, sugerindo que os investidores continuam céticos em relação ao acordo, ou seja, concluído a esse preço.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN