Consórcio da Ecorodovias e GLPX vence leilão de concessão da BR-153/414/080

O consórcio vencedor vai investir R$ 14 bilhões na rodovia ao longo dos 35 anos de contrato

Aluisio Alves, da Reuters

Ouvir notícia

O consórcio ECO-153, formado pela Ecorodovias e pela GLPX, venceu nesta quinta-feira (29) na B3 o leilão de concessão da BR-153/414/080/TO/GO, com proposta de outorga de R$ 320 milhões.

O Ministério da Infraestrutura emitiu nota após o leilão explicando que, no total, o consórcio vencedor vai investir R$ 14 bilhões na rodovia ao longo dos 35 anos de contrato. O valor total da outorga que a concessionária pagará pelo contrato é de R$ 1,26 bilhão. 

O prazo da concessão é prorrogável por mais cinco anos. O leilão usou o modelo híbrido, oferta de menor valor de tarifa de pedágio e o maior valor de outorga.

A Ecorodovias venceu a rival CCR, que ofereceu pelo trecho uma outorga de R$ 117 milhões. Ambas haviam ofertado cobrar R$ 0,10128 por quilômetro de pedágio, deságio de 16,25% em relação ao valor definido no edital.

Vista de leilão ocorrido na B3 em 2017
Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

 

Após o resultado, a ação da Ecorodovias subia 4,4%, enquanto a da CCR tinha alta de 0,6%.

O consórcio vencedor será responsável pela infraestrutura, recuperação, conservação, operação e implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias. 

O trecho concedido de 850,7 quilômetros liga os municípios de Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO). A concessão prevê a duplicação obrigatória de 623,3 quilômetros, sendo 349,2 quilômetros do 3º ao 10º ano, e outros 274,1 quilômetros entre o 19º e o 25º ano.

Tópicos

Mais Recentes da CNN