Covid-19 e eleição nos EUA pressionam e Bolsas da Ásia fecham semana em baixa

O índice Xangai Composto caiu 1,47% - registrando sua maior perda diária em mais de um mês - a 3.224,53 pontos

foto-kim-kyung-hoon-reuters

Sergio Caldas,

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As bolsas asiáticas fecharam em baixa generalizada nesta sexta-feira (30), numa semana marcada por temores com o avanço da covid-19 pelo mundo e por ansiedade antes da eleição presidencial americana.

O índice acionário japonês Nikkei caiu 1,52% em Tóquio, a 22.977,13 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 1,95% em Hong Kong, a 24.107,42 pontos, o sul-coreano Kospi sofreu queda de 2,56% em Seul, a 2.267,15 pontos, e o Taiex apresentou baixa de 0,92% em Taiwan, a 12.546,34 pontos.

Leia também:
Zona do euro: PIB cresce 12,7% no 3º tri ante trimestre anterior
Novos lockdowns vão trazer grande impacto para as economias, diz OCDE

Na China continental, os mercados também ficaram no vermelho, interrompendo uma sequência de três pregões de ganhos. O Xangai Composto caiu 1,47% – registrando sua maior perda diária em mais de um mês – a 3.224,53 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 2,29%, a 2.198,07 pontos. Ontem, líderes chineses aprovaram um novo plano econômico para o período de 2021 a 2025, após concluírem reunião de quatro dias.

A propagação da Covid-19, principalmente na Europa e nos EUA, desencorajou investidores da região asiática a comprar ações nesta semana. Outro fator que vem comprometendo o apetite por risco é a eleição presidencial americana, que está marcada para terça-feira (3).

Ações de fornecedores de componentes da Apple foram destaque negativo na Ásia hoje, com quedas de cerca de 2% a 3% nas bolsas japonesa, sul-coreana e de Hong Kong.

O último balanço trimestral da Apple, divulgado no fim da tarde de ontem, não agradou e o papel do fabricante do iPhone sofreu um tombo de 4,2% nos negócios do after hours em Nova York.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu o mau humor da Ásia, e o S&P/ASX 200 caiu 0,55% em Sydney, a 5.927,60 pontos. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN