CVM aplica R$ 4,6 milhões em multas no 2º trimestre e faz novos acordos

Pouco menos da metade do valor aplicado no mesmo período do ano passado de R$ 9,58 milhões, diz relatório

Dinheiro
Dinheiro Pedrosa_picture por Pixabay

Bruno Villas Bôas, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aplicou R$ 4,607 milhões em multas a 42 infratores do mercado de capitais no segundo trimestre deste ano, pouco menos da metade do valor aplicado no mesmo período do ano passado (R$ 9,58 milhões), segundo relatório de atividades sancionadoras divulgado nesta quinta-feira (9).

O xerife do mercado de capitais aprovou também propostas de termo de compromisso relacionadas a 14 processos e 34 participantes do mercado no segundo trimestre.

No total, os envolvidos concordaram em pagar R$ 22,2 milhões para a autarquia para o encerramento dos processos. O valor é 66% maior do que no mesmo período de 2020.

A CVM lembra que o termo de compromisso pode ser celebrado em qualquer fase de um processo aberto, antes do julgamento de um caso.

As condições para encerramento do processo variam de caso a caso, podendo incluir o pagamento de valores para fins de ressarcimento de danos difusos.

A autarquia também realizou 73 comunicações de indícios de crimes aos Ministérios Públicos (Federal e Estaduais) no segundo trimestre deste ano, mais que o dobro dos três primeiros meses do ano (32).

Como mostrou o Broadcast, esse tipo de comunicação foi recorde no ano passado, com 325 ofícios enviados pela autarquia, sendo mais da metade relacionado a esquemas de pirâmides financeiras.

Mais Recentes da CNN