Demanda aérea global cai 91,3% em maio, segundo IATA

Número representa uma leve melhora em relação a abril, quando a retração foi de 94% em relação ao ano passado

Aviões estacionados no aeroporto internacional Arturo Merino Benítez, em Santiago, durante pandemia de coronavírus (26.mai.2020)
Aviões estacionados no aeroporto internacional Arturo Merino Benítez, em Santiago, durante pandemia de coronavírus (26.mai.2020) Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Henrique Andrade

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O setor aéreo global registrou queda de 91,3% na demanda de passageiros em maio, em comparação com o mesmo período de 2019, de acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, em inglês). O número representa uma leve melhora em relação a abril, quando a retração foi de 94% em relação ao ano passado.

Segundo a Associação, a leve melhora foi impulsionada pela recuperação em alguns mercados domésticos, como a China. “Tráfego internacional continua praticamente parado em maio. Estamos apenas no início de uma longa e difícil recuperação. Ainda há muita incerteza sobre o possível impacto de novas ondas de contágio de Covid-19 em mercados-chave”, declarou o diretor-geral e CEO da IATA, Alexandre de Juniac.

As regiões mais atingidas foram a África e o Oriente Médio, com queda de 97,9% de retração. A Europa e a América Latina também registraram retração expressiva, -97,7% e -95,4%, respectivamente.

Tópicos

Mais Recentes da CNN