Derrubada de veto ao aumento dos servidores é ‘crime contra o país’, diz Guedes

Ministro da Economia comentou decisão do Senado; para que veto seja derrubado, ainda precisa de aval da Câmara

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (19) que o veto do Senado à proibição de reajuste salarial de servidores é um “crime contra o país”.

“Não pode o desentendimento da política estar acima da saúde do Brasil, na hora em que o país começa a se recuperar. Pegar a saúde e permitir que se transforme em aumento de salários do funcionalismo é um crime contra o país”, declarou, ao sair de reunião com o ministro do Desenvolvimento Nacional, Rogério Marinho.

Leia também:

Senado vota para derrubar veto à medida que permitia aumento de servidores

Congresso derruba veto de Bolsonaro e obriga uso de máscara em locais fechados

Nesta tarde, o Senado derrubou o veto presidencial que proibia reajustes para servidores públicos das áreas de saúde, educação e segurança até 2021.

Para que se concretize a derrubada, é necessário aval da Câmara, em sessão que ficou agendada para a tarde desta quinta (20).

(Edição do texto: Paulo Toledo Piza).

Mais Recentes da CNN