Deu match: Spotify e Tinder se juntam ao Fortnite na batalha contra a Apple

Empresas donas de aplicativos populares questionam suposto abuso de posição dominante da gigante fabricante dos iPhones

Ouvir notícia

Dois dos mais populares aplicativos do mundo decidiram se unir à Epic Games, empresa dona do popular jogo Fortnite, em sua batalha contra a poderosa Apple no bilionário mercado de aplicativos.

O sueco Spotify e o Match Group, dono do Tinder, do OK Cupid e de outros aplicativos de relacionamento, divulgaram comunicados nesta sexta-feira (14) em que se posicionam a favor da Epic.

“Nós apoiamos totalmente os esforços da Epic Games (…) para mostrar como a Apple faz uso de sua posição dominante e de práticas injustas para prejudicar consumidores, desenvolvedores de apps e empreendedores”, disse uma porta-voz do Match Group por meio de comunicado.

“A companhia aplaude a decisão da Epic Games de tomar posição contra a Apple e de jogar luz contra o abuso de sua posição dominante”, citando também práticas injustas da companhia. 

Leia também:
Produtora do Fortnite processa Apple após jogo ser retirado da App Store
De olho em serviços digitais, Apple prepara pacotes de assinaturas

A Apple removeu na quinta-feira (13) o Fortnite da sua App Store por violar as orientações de pagamentos dentro do aplicativo. Em reação, a Epic Games ingressou com um processo federal conta as regras da fabricante do iPhone.

“A Apple se tornou o que ela vez uma vez combateu: uma gigante buscando controlar mercados, bloquear a competição e sufocar a inovação. A Apple é maior, mais poderosa, mais entranhada e mais perigosa do que os monoplistas de antigamente”, diz a Epic Games em seu processo.

A Apple fica com uma parcela de 15% a 30% da maioria das assinaturas de aplicativos e pagamentos feitos dentro dos programas, embora existam algumas exceções para empresas parceiras.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

 

Mais Recentes da CNN