Devemos priorizar a renda básica e licenciamento ambiental, diz fundador da CLP

A entidade estima que, caso aprovadas as propostas que o grupo defende, o Brasil pode crescer até 18% até 2025

Da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

Na semana em que o Centro de Liderança Pública (CLP) publicou carta para a aprovação de 28 projetos que já tramitam no Congresso Nacional, o cientista político e fundador da entidade, Luiz Fernando D’Avila, diz que pelo menos três propostas devem avançar neste ano para o crescimento econômico do Brasil.

“Das 28 propostas que defendemos, temos três prioridades. A primeira é a regulamentação do marco do saneamento básico, que prevê universalização do acesso ao esgoto no Brasil até 2033 e pode atrair R$ 700 bilhões em investimentos. Depois vem o licenciamento ambiental, que responde em parte as críticas que o Brasil vem sofrendo em relação ao meio ambiente e que trará segurança jurídica para o setor. E por último a proposta de renda básica, que chega para unificar os programas sociais do país”, disse.

Leia também

Governo debate recuar dos vetos para conter rebelião

Presidente do Conselho de Saúde pede suspensão da cloroquina: ‘Vidas em risco’

‘Nova CPMF’ teria peso muito maior sobre a economia que antiga, diz ex-ministro

A CLP estima que, caso aprovadas as propostas que o grupo defende, o Brasil pode crescer até 18% até 2025.

Questionado se o número de propostas defendidas não é grande, D’Avila diz que dos 28 projetos, apenas 3 são de emenda constitucional, enquanto os outros são projetos de lei, cuja aprovação depende apenas de maioria simples no Congresso.

“A economia vem se arrastando desde o governo Dilma. O Brasil precisa aprovar essas medidas para resgatar a segurança do investidor no país para gerar empregos e renda para a população.”

(Edição: Paulo Toledo Piza).

Mais Recentes da CNN