Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dólar deve continuar no patamar acima dos R$ 5 até as eleições, diz professor

    À CNN Rádio, Alexandre Chaia afirmou que a moeda norte-americana não deve disparar como no passado

    Valter Campanato/Agência Brasil

    Amanda Garcia

    Ouvir notícia

    A R$ 5,32, o dólar atingiu o maior valor no Brasil desde fevereiro. “A tendência é de que a moeda se mantenha nesse patamar até as eleições no país”, segundo o professor de economia e finanças do Insper, Alexandre Chaia.

    Em entrevista à CNN Rádio, no entanto, ele avaliou que o dólar “não deve ter um movimento grande de alta, de grandes disparadas, como no passado.”

    A escalada no valor se dá, de acordo com o economista, porque o Brasil “não é um porto seguro para investimentos”: “Existe incerteza quanto ao ajuste fiscal, as próprias eleições, e isso piora a imagem do País.”

    Nos últimos meses, houve o movimento de queda do dólar, abaixo dos 5 reais: “Houve melhora por causa do aumento da taxa de juros, o nível alto trouxe de volta os investidores especulativos.”

    “O problema é que no último mês o Fed propôs subir os juros nos Estados Unidos e começou a atrair de volta esse investidor”, completou.

    Chaia lembra que o dólar em alta impacta o preço do combustível, das commodities, alimentos, e “tudo que tem relação internacional.”

    Neste cenário, o professor destaca que “o mais certo é não investir na Bolsa de Valores, mas títulos em renda fixa, tanto do Governo Federal, quanto privados, como debêntures de empresas”.

    *Com produção de Isabel Campos

     

    Mais Recentes da CNN