“É provável que a recuperação fique cada vez mais devagar”, diz economista sobre a taxa de desemprego

Sérgio Vale explica que trabalhos informais e inflação são preocupações

Isabela FilardiProduzido por Juliana Alvesda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o economista chefe da MB Associados, Sérgio Vale, afirmou que a taxa de desemprego, que caiu para 12,6% no terceiro trimestre, pode chegar a 11,5% no final do ano, valor próximo ao que era antes da pandemia. Apesar disso, é provável que a recuperação fique mais devagar ano que vem.

Segundo Vale, “temos uma recuperação baseada na saída da pandemia, na contratação, na área de serviços, mas há uma perspectiva complicada para o ano que vem, que coloca uma certa trava nessa taxa”.

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e da Previdência nesta terça-feira (30), o Brasil criou 253.083 novas vagas de trabalho com carteira assinada em outubro de 2021.

Sérgio Vale afirma que a taxa de desemprego está melhor, está mais baixa, mas que olhando os números, é possível enxergar problemas.

“Os empregos que estão crescendo são muito mais informais do que formais; e temos a queda dos salários reais por causa da inflação. Isso faz com que o poder de compra da população diminua”, explica.

Mais Recentes da CNN